Artigo

Coluna da Rê! #2: Grupos de Pagode dos anos 90 e seus equivalentes Indie

Toda tampa tem uma panela. Quer ver?

Olá, pessoal! Na minha segunda semana de coluna aqui n’O Pasquindie, eu quero voltar às origens. Quero falar daquilo que formou caráteres Brasil afora, fez tanta gente chorar de alegria e de emoção, fez tantos jovens conhecerem o caminho do bem. Não, não é a democracia nem o medo de uma gravidez precoce: É O PAGODE ROMÂNTICO!

Se você, assim como eu, viveu intensamente os anos 90 nesse Brasilzão de meu Deus, você teve contato – e muito! – com o Pagode Romântico. Se você é novinho e não faz ideia do que eu estou falando, tudo que você precisa saber é que o suingue animado, os álbuns de capas coloridas e as letras apaixonadas e mela-cueca dos pagodeiros dos anos 90 fizeram um país inteiro ser devoto de um ritmo que não devia nada ao samba de raiz. Mentira, devia muito. Mas quem liga?

Então, se você renega suas origens ou não tá entendendo mesmo bulhufas, essa coluna tem o puro objetivo do entretenimento esclarecedor: parece que todo pagodinho é igual, mas não é não. Assim como toda banda Indie. Porque toda panela tem uma tampa, e ela pode ser mesmo muito inusitada, tipo essa banda Indie que você tá ouvindo e um grupo de Pagode que caiu no esquecimento de geral. Vamos lá?

Só Pra Contrariar

Vindo de Uberlândia, segundo município mais populoso de Minas Gerais uai, o Só Pra Contrariar foi um dos grupos de Pagode mais bem-sucedidos do Brasil nos anos 90. Formado na maior humildade por Alexandre Pires, seu irmão Fernando, seu primo Juliano e mais seis caras (sério), eles nem devem ter imaginado o sucesso que fariam: seis álbuns lançados até 2000 e mais de dez milhões de cópias vendidas. Começou com belos cabelos e bigodinhos e o disco Que Se Chama Amor (1993), mas explodiu a boca do balão em 1997, com Depois do Prazer. O grupo deu uma pausa, Alexandre atropelou e matou um cara e saiu limpo na história, mas todos estão na ativa novamente, comemorando os 25 anos de carreira em uma grande turnê.

Equivalente a…

Kings of Leon

São muitas semelhanças. A banda é, literalmente, uma grande família: são três irmãos e um primo Followill. Todos vieram de Nashville, segunda cidade mais populosa do Tennessee, nos EUA. E, para arrematar, o Kings of Leon, assim como o SPC, era muito melhor quando tinha a barba (ou bigode de cobrador de ônibus, no caso dos pagodeiros) na cara.

Raça Negra

Formado em 1983, o Raça Negra foi o principal responsável pelo que somos hoje. Afinal, o grupo foi um dos precursores do Pagode Romântico e influenciou todo mundo dessa lista e quem não está nela também. Além da carreira sólida, com mais de 18 discos na bagagem, o Raça Negra é reconhecido mundialmente por uma característica inesquecível: a língua presa do vocalista Luiz Carlos.

Equivalente a…

Red Hot Chili Peppers

Apesar de ser bem menos perceptível que em nosso amigo Luiz Carlos, o vocalista do Red Hot Chili Peppers, Anthony Kiedis, também tem a língua presa. É até assunto de fóruns, listas etc. Separamos algumas entrevistas aqui e aqui, nas quais dá para perceber um pouco mais que nas músicas.

Grupo Malícia

O Grupo Malícia é o grande one hit wonder do Pagode Romântico. Eles estouraram com o hit Primeiro Beijo: perigava você abrir a carteira e tocar a música, mas, depois disso, ficaram mais sumidos que o avião da Malaysia Airlines. O talento dos rapazes foi tão desprezado que não tem nem uma página na Wikipédia sobre o grupo, o que nos deixa sem informações sobre formação, data e local de origem, por exemplo.

Equivalente a…

Black Kids

O grupo americano Black Kids acabou se tornando irrelevante no cenário Indie, assim como o Grupo Malícia. Entre 2008 e 2009, você não ouvia nada além de I’m Not Gonna Teach Your Boyfriend How to Dance With You em QUALQUER LUGAR. Mas, assim como o Grupo Malícia, o Black Kids desapareceu do mapa. Eles, no entanto, foram lembrados na Wikipédia.

Karametade

Aaaaah, o Karametade! Liderado por Vavá, o moranguinho do Nordeste dos corações femininos nos anos 90, o grupo de Santos abalou corações em todo o Brasil com toda a coxinhice de um grupo que foi se apropriando de tudo que podia. Algumas perguntas que ficaram sem resposta sobre a existência do Karametade: por que todos os álbuns chamam Karametade? Eles achavam que eram o Led Zeppelin? Por que diabos quando Vavá decidiu seguir carreira solo eles simplesmente colocaram o irmão gêmeo dele, Márcio, para substituí-lo? Era para achar que ninguém perceberia? E o principal: por que esse bando de branquelo sem suingue achava que fazia um pagodinho bom?  NÃO, CARA.

Equivalente a…

Macklemore

Uma verdade sobre a sociedade: queríamos ser negros. Eles são os donos da malemolência, da malandragem, do suingue, do estilo. Tudo que eles fazem fica muito mais legal e já tá mais que na hora dos branquelos aceitarem a derrota. Nós somos chatos, não temos gingado e o Macklemore, assim como o Karametade, faz questão de expor isso por aí, tentando ser uma coisa que nós simplesmente não somos.

Negritude Junior

Praticamente um “Operários”, de Tarsila do Amaral, versão Cohab

Formado em 1986 na zona oeste de São Paulo, o Negritude Junior traz toda a juventude e alegria do Pagode Romântico. Muito batuque e letras que remetem à realidade da Cohab, onde o grupo se formou. Não dá para falar de Negritude sem falar de seu vocalista, Netinho de Paula. Além da voz e risadas características, Netinho também deve ser lembrado por ser um dos vereadores do PCdoB em São Paulo e por engrossar o caldo dos babacas que batem em mulheres.

Equivalente a…

Dave Rowntree (Blur)

O baterista do Blur também tem um lado político muito forte. É filiado ao Partido Trabalhista do Reino Unido e se candidatou em 2010, mas perdeu as eleições gerais.

Dava para continuar eternamente aqui, mas tudo que é bom demais, é bom, é bom, é bom demais acaba, né?

Anúncios

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s