Listas

Lista: Não confunda!

Estamos falando de bandas, e não das coisas que você andou confundindo por aí
ronaldo
Imagem escolhida aleatoriamente com o motivo “Copa no Brasil”

Ontem foi Dia de St. Patrick, ou, para os menos cristãos, a celebração mundial da Irlanda e da cerveja. Hoje, então, provavelmente é o dia mundial da ressaca, e sabemos que não há ressaca pior que a moral. Pensando em você, que não sabe exatamente o que aprontou ontem e desconfia que acabou chamando urubu de “meu louro”, trazemos essa lista especial NÃO CONFUNDA, afinal [tiozão do churrasco]uma grande obra do mestre Picasso é muito diferente da grande pica de aço do mestre de obras[/tiozão do churrasco].

The Killers / The Kills

Caso de ator/ator, sujeito/ação. De um lado, o quarteto vegano (não?) que figura sempre entre os principais nomes do Indie Rock. Do outro, o ótimo duo garagista formado por Alison Mosshart e Jamie Hince.

The Hives / The Vines

Ambas apareceram para o mundo naquele boom das bandas “The” do início da década passada. Uma tem um vocalista que lembra um pouco Mick Jagger e faz shows de uma energia incrível. A outra traz guitarras barulhentas e um cantor cheio de caretas. Uma delas até tem seus méritos, mas a outra é beeeem mais legal.

The Birds / The Byrds

1964 foi um ano bom para as aves (ai!). Uma das bandas surgiu em Londres e tinha um tal Ronnie Wood, que você deve conhecer. A outra, de Los Angeles, é considerada uma das mais influentes de sua época.

The Prodigy / Prodigy

Só um artigo, só umzinho marcando a diferença entre um rapper do Queens e um dos maiores nomes da história da música eletrônica.

Banks / Paul Banks

Paul Banks (o mais famoso; se usa last.fm você sabe do que eu to falando) é o cantor e guitarrista do Interpol que em 2012 lançou o excelente disco solo Banks (antes disso, já havia lançado álbum solo sob o nome de Julian Plenti, afinal facilitar pra quê?). Banks é o nome artístico da cantora e compositora Jillian Banks, que até hoje só lançou EPs e singles e que eu sinceramente espero que não apareça com um álbum de estreia homônimo, senão vai embaralhar tudo minha cabeça.

The Velvet Underground / The Pizza Underground

A primeira figura entre os nomes mais importantes da história do Rock. A segunda é uma paródia da primeira, que conta com ninguém menos que o Menino Maluquinho norte-americano, Macaulay Culkin, e que presta belas homenagens ao melhor alimento já conhecido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s