Listas

Greatest sHits: Coldplay

Reunimos os piores sucessos da banda, que sabe como poucas fazer música chata

Fundado em 1996, o Coldplay [momento wikipedia] já venceu seis prêmios Brit Awards, quatro MTV Video Music Awards, sete Grammy’s (sendo vinte indicações) e vendeu mais de 50 milhões de discos no mundo todo[/momento wikipedia]. Não é erro, exagero e muito menos absurdo nenhum dizer que a banda de Chris Martin é uma das maiores do planeta na atualidade, e um dos maiores nomes da música Pop.

O que impressiona, também, é a quantidade de música bosta lançada pelos britânicos nos últimos 14 anos. Assim, em um intenso exercício de resumo, compilamos este breve Greatest sHits, uma coletânea de algumas das piores músicas da carreira do Coldplay. Fuja enquanto é tempo!

Coldplay3

Nossa faixa 1 está lá no excelente primeiro disco da banda, e Parachutes pode ser considerado o grande culpado pela presença de High Speed aqui. Um pouco repetitiva e sem fortes emoções, a música tem um “algo” faltando – algo que não falta ao resto do álbum.

A Rush of Blood to the Head, de 2002, é considerado por muitos a grande obra-prima do quarteto. Uma obra, porém, que já mostra sinais da fraqueza que tomaria a banda nos discos seguintes. Politik, que abre o álbum, é insossa, The Scientist é bastante chata, e o grande mérito de In My Place é ser uma ótima trilha sonora para competições de motocross.

A partir de X&Y a coisa complica. As músicas escolhidas para serem lançadas como singles parecem ser as mais chatas dos álbuns, algo que se confirma apenas em parte quando ouvimos os discos e vemos que nada neles é realmente bom. Das seis músicas do álbum de 2005 lançadas como single, nenhuma mostra nada demais. Destaques negativos para a chata What If e para Fix You, que merece aplausos cada vez que alguém consegue ouvi-la inteira.

Vêm Viva la Vida or Death and All His Friends (2008) e Mylo Xyloto (2011) e…

Continua a saga de singles chatos, representativos dos discos chatos. Violet Hill, Lost, Paradise, Every Teardrop is a Waterfall… ARGH!

E tem Viva la Vida, que é um caso sério. Eu, particularmente, gosto da música. Mas quando se usa a expressão “Coldplay Viva la Vida” para falar da fase ruim da banda, é obrigatório que ela esteja aqui.

Enfim. Aí 2014 chegou, está tendo Copa, e desde maio está tendo também Ghost Stories, disco que eu não ouvi, mas ouvi os singles disponíveis no Spotify, já que estava fazendo isso aqui, e as perspectivas não são as melhores, não.

Interessante é que Atlas, música lançada pela banda para um dos filmes da trilogia (saga?) Jogos Vorazes, agrada mais do que as coisas que eles vêm fazendo nos últimos (muitos) anos. Talvez a ausência do peso de fazer todo um disco tenha ajudado, talvez o quarteto devesse parar de gravar discos e só fazer trilhas. O ponto é que há esperança. E é com essa mensagem de esperança para o Coldplay, para nós, e por que não para toda a humanidade, que quero terminar.

Anúncios

um comentário

  1. Só queria dizer que vocês peidaram na farofa. Tem músicas bem legais nessa lista, listadas como chatinhas, que não merecem estar aí. Tem umas muito piores. Continuo amando o site, anyway. Bjocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s