O Pasquindie na Cozinha

O Pasquindie na Cozinha: Milkshake de Nikito dos Arctic Monkeys

Em épocas de Copa, uma receita mundialmente famosa, ~abrasileirada~

Eu gosto de falar dos Arctic Monkeys aqui no site. Vocês clicam nos links, dão xilique, tiram a roupa, ficam nervosinhos e tudo mais. A verdade é que a banda de Alex Turner e cia. bela alcançou um patamar de boy band muito legal (pra alguém). Então qualquer coisa que a gente puder falar deles, a gente vai falar. É assim que a banda toca. É assim que o mundo gira.

E aí, embalado pelo fato de que amanhã tem INDIE PARTY | ESPECIAL 3 ANOS / ARCTIC MONKEYS em São Paulo, com uma belíssima promoção d’O Pasquindie que te leva na faixa pra festa, com um acompanhante, abri a enciclopédia mental de tonteiras aqui procurando qualquer coisa pra aprontar com a bandinha de Sheffield. Ao mesmo tempo, por acaso, surgiu na timeline uma das incontáveis receitas de milkshake de Oreo disponíveis na internet, e aí WOW

Resolvi fazer a receita com Nikito, aquela bolacha que cantava referências a Supla e é tão ruim que o McAfee aqui diz que o site é armadilha certa.

Pra congelar a bolacha* do macaco e tentar fazer esse post ter algum sentido: disco dos Arctic Monkeys.

A receita é simples:

– Coloque algumas bolachas Nikito no liquidificador (quanto mais unidades, mais intenso o sabor. Ou seja: coloque só meia bolacha.)

– Adicione um pouco de leite. Se você não sabe quanto “um pouco” é, procure uma das receitas de milkshake de Oreo e siga.

– Acrescente sorvete do sabor de sua preferência. Quer dizer, não vai fazer com aquela merda de milho verde, ou kiwi. Use uns sorvetes normais, por favor.

– Bata tudo por mais ou menos uma Red Light Indicates Doors Are Secured, ou uma música com a consistência de sua preferência.

– Beba bem rápido, pra subir pro cérebro, congelar, te provocar dor e arrependimento, igual a primeira vez que você ouviu o AM.

Único conselho é maneirar no consumo, porque sábado TEM FESTA e você quer curtir a parada na pista, e não no banheiro. Nos vemos lá!

*Usei o termo “bolacha” porque sou de São Paulo, se você é de um lugar onde chamam de “biscoito”, “coisinha” ou “xifurímpula”, adapte. Chega dessa discussão. O mundo é belo, diverso e linguIsticamente amplo. Ou isso, ou perguntamos pro Podolski, e o que ele decidir é lei.

Anúncios

um comentário

  1. Delícia de bandaaaa! e preciso provar esse milkshake :)
    Gostaria de sugerir (se é que vocês já não postaram) um beirute da banda Beirut, e alguma receita inspirada no Franz Ferdinand, ou Strokes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s