Resenhas

[Resenha] Converse Rubber Tracks Live Brasil: Dia 2

Nossa querida Tia Ruth foi ontem no segundo dia do festival Converse Rubber Tracks Live Brasil e nos contou o que achou dos shows daquele seu jeito todo simpático e fofo!
rubber-1
Foto: Lucas Cassoli
Por: Tia Ruth

Olha, confesso que não sou muito dessas badala, bailinho e show de música, sabe? Mas ontem eu decidi inovar um pouco, sabe? (e nem tô falando do retoque do meu cabelinho roxo) Chega de ficar em casa vendo novela. Fui dar uma bisolhadinha no que tava rolando no Cine Joia.

Aliás, obrigada pra mocinha da Inker Agência que deixou a tia aqui ir no show pois viu que não sou boa de internete e não ia conseguir nunca ingresso pela computador.

E confesso que só consegui chegar para ver os fofos das Vespas Mandarinas por que antes tava vendo a novela. Mas o Caio, que tava lá também, falou que foi legal o som da meninada dos Coyote. Ó aqui um vídeo deles fazendo um rock simpático.

Bom, a tia aqui é fã de carteirinha dos meninos das Vespa. Já fui em vários shows mas todos são bons. E olha, adorei o novo visual. Largaram o macacão de mecânico das van do Greenpeace e agora tão todo no estilo, olha aí embaixo ó. E claro que eles tocaram Cobra de Vidro, Não Sei o Que Fazer Comigo, O Vício e o Verso (aquela que parece música da Marina Lima para abertura de novela –por isso adoro ainda mais!) e fecharam com Um Homem Sem Qualidades todo na gritaria e brutalidade. Eles até tocaram uma que eu não sabia qual era, mas com certeza devia ser do Paralamas, sabe?

 

Tadeu: EITA!!!!!! Foto: Lucas Cassoli
Tadeu: EITA GIOVAAAAAANA!!!!!!
Foto: Lucas Cassoli

Daí, Tadeuzinho falou que tinham de sair do palco por que iam tocar “uns tal de ursinhos carinhosos”. Achei estranho, né? Mas daí fui ver o que vinha. Era um tal de Minus the Bear! Vieram uns rapazote que fizeram um som diferente. Era tudo meio destrambelhado, mas eu gostei. Tem que inovar! Tocaram um monte de música antiga – Pony Up!, Fine + 2pts, Dog Park e do disco novo só tocaram uma – Lies and Eyes – acredita? (Como sei disso? O Caio me contou) E por tocarem música antiga, o povo se requebrou todo feliz. O guitarrista fofo mandava o pessoal levantar os braço e também fazia umas técnica de dar tapa na guitarra (o Caio falou que se chama tapping!), o baixista cabeludinho fazia joinha e o vocalista parecia o Comendador Zé Alfredo! Olha, se eles não são os ursinhos carinhosos, ganharam o carinho da tia Ruth mesmo assim!

 

Foto: Lucas Cassoli
Diz aí se o Jake snider não parece o Comendador da novela das 9. Foto: Lucas Cassoli

 

Já passava da hora do meu chá de antes de dormir e a última banda entrava. Era uns menino de touca e boné. Era o Brand New! Olha, menino(a)s, vou te contar. Que show bonito! A tia Ruth tá começando a gostar dessas coisa gritada, sabe? E eles fazem isso muito bem. Eles grita mas também coloca coração no que faz. Tem momentos mais tristres que dá vontade de a gente abraçar eles e dar uns bolinho de chuva para consolar. Os meninos sabe muito bem fazer show. Toca as de rock paulera mas sabe deixar o clima mais calminho sem perder o clima do show. (Viu, to aprendendo com meu sobrinho como fala de show hehehehe – isso é uma risada!)

 

rubber-5
Brand New <3 Foto: Lucas Cassoli

Era a primeira vez deles na América do Sul! E por isso tocaram um pouco de cada disco (menos do primeiro que era mó diferentão do que eles faz hoje, tipo uam comparação dos primeiro disco do Rei Roberto e os de hoje. Nem parece a mesma pessoa) E o público fez bonito, viu? Cantava junto, levantava cartaz (IRRITAVA QUE ERA TODA HORA LEVANTANDO, CARTAZ, mas tudo bem). E quando eles tocaram aquela música da Glória? (Caio: Ela está se referindo à Sic Transit Gloria… Glory Fades) A MOÇADA FICOU TODA EMPOLGADA! FICARAM SE EMPURRANDO SE BATENDO! NOSSA, QUANTA DISPOSIÇÃO, VIU?! Me falaram que é normal em show desse tipo de música!

Confesso que eu queria ouvir aquela tal de Vices, que tem a música Gospel no começo. Acho bonita. Mas fiquei feliz quando eles cantaram Jesus, que fala que Jesus tem um rosto bonito. Fiquei emocionada, e isso só aumentou meu carinho por eles. Tanto que tô aqui bordando um pulôver com o nome de cada um deles pra entregar no aeroporto hoje. Aliás, logo mais sai o voo deles, então me despeço de vocês. E olha, quem sabe a gente não se tromba num showzinho de música por aí.

Um beijo da tia Ruth. E não se esqueçam de lavar atrás das orelha.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s