Artigo

Guia de Sobrevivência: Cidade para quem odeia cidade

Férias na cidade grande é possível. Só cuidado com as ciladas.

Férias! E um dos principais destinos é ir para outra cidade grande ou ficar (caso você já esteja em uma). Ah, a cidade grande; muitos restaurantes, baladas, museus, preços que parece que estão te cobrando em dólar, criminalidade alta principalmente com turistas, ar poluído, etc etc e etc.

Bom, alguns não ligam pra isso e encaram mesmo assim. Porém, esse texto não é pra eles, e sim pra você que tá sendo arrastado por X motivo a ir para esse lugar que você odeia. Assim, vamos te ajudar a sobreviver por alguns dias na cidade grande.

Vá à um parque

Bom, suponho que se você odeia passar férias na cidade grande um dos principais motivos seja pelo caos. Então para procurar a calmaria vá para um parque. Mas ó, nada de parque grandão e turístico, como o Ibirapuera em São Paulo. Caso o seu destino seja tal cidade uma boa opção pode ser o Parque da Água Branca. Dá pra se enfiar no meio das matas e tem até pato, galinha e outros bichos. Dá pra simular uma chácara até.

 forest-gump-parque

Cuidado com taxista/carro de aplicativo

Os motoristas de quase toda cidade grande do mundo sempre têm um detector de turista (como se fosse difícil identificar que um cara que pega um carro pra 2 quadras até o ponto turístico porque não tinha a mínima ideia da distância como turista) e podem se aproveitar. Um percurso de 10 quadras e cerca de 5min pode virar uma viajem até o Tibet e ainda custar 3 vezes mais. Então, veja antes o lugar, pontos de referência e se o problema for roaming pra ligar o GPS, tira print né ow?

 

taxi-driver-turista
“O sr fala diferente. Você é daqui? hehehehe”

 

Não tente “fingir ser local”

Se for uma cidade de outro país é muito legal você se esforçar pra falar a língua de lá para pedir e conversar. Mas tem um limite, se não vão te achar um babaca. E cara, se for cidade daqui do Brasil, fingir sotaque não, né cara? Tá querendo enganar quem? Daí não é questão de ser legal com o cara local, que é o caso do primeiro exemplo, daí tu tá sendo um trouxão mesmo. E se te enganarem eu vou rir. Vou sim.

 

Indicações: nem todas valem a pena

Cidade grande é cheio de points clichês e caros. Então veja antes o que falam do lugar e se tá dentro do que você quer gastar. Por que depois que estiver lá dentro você ou vai sentir vergonha de sair ou vai ficar por não ter ideia de outro lugar pra ir. Resumo: fuja dos restaurantes e baladas de turista.

 

sanduiche-mortadela-mercado-municipal
Se o destino for São Paulo fuja desse lanche. Caro e nem é nada que você possa fazer em casa.

 

Turiste o caos!!!

Pare de reclamar que você queria estar num lugar calmo. Ok, você está numa cidade caótica, mas agora você não tem horário pra entrar e sair do trabalho. Se ver um engravatado correndo, nem ligue. Dá sim pra se divertir e relaxar em meio ao caos. O Homem Aranha sempre tá fazendo piadinha no meio de NY cheia de crime. Olha só que belo exemplo.

michael-scott-ny

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s