Música Resenhas

Man of the Woods: Justin Timberlake se perdeu na floresta

Macarrão é bom. Doce de leite também. Mas não mistura que fica ruim, JT.

Enquanto escrevo esse texto estou ligando para o Justin Timberlake pedindo meus sei lá quantos minutos, que pareceram horas, de vida perdida ouvindo esse álbum.

Não é possível que o mesmo cara que lançou Justified, FutureSex/LoveSoiunds e The 20/20 Experience lançou essa coisa HORRENDA que é Man of the Woods

O álbum já começa com a pior música que você vai ouvir em 2018: Filthy, que conseguiu a proeza de roubar o posto de Young And Menace do Fall Out Boy. Ambas podem andar de mãos dadas com suas batidas eletrônicas horríveis, mas JT caprichou no caos incômodo, mal feito, e bem sem graça. cheia de WOWOWOWOWOWOW. Péssimo.

Se você tinha saudades do Justin galanteador de “Take It From Here”, de seu primeiro álbum, onde ele dizia versos como “I wanna be your lake, or your bay/And any problems that you have”, bom aqui temos no maior dos esforço versos que no primeiro momento você suspira e arregala os olhos dizendo O JUSTIN MESTRE DAS CANTADAS VOLTOU! com os versos “I’ll be the light when you can’t see./ I’ll be the wood when you need heat” etc. MÃÃÃÃÃS daí vem o que? Esse verso: “The world could end now, baby, we’ll be living in The Walking Dead”. MANO DO CÉU. ISSO É TIPO UM MULEKE DE 15 ANOS TENTANDO XAVECAR E DAÍ QUANDO TÁ INDO TUDO BEM ELE MANDA UMA REFERÊNCIA TOTALMENTE NÃO ROMÂNTICA E ESTRAGA TUDO.

E o que falar dos trocadilhos com “carne” em Filthy e “I love your pink, you like my purple”. Pô, Justin, você voltou pra 5ª séries com esses trocadilhozinhos hu3hu3 sobre sexo?

ADAM-SANDLER-69.PNG

A ideia do álbum era de misturar o “Pop/R&B Contemporâneo” com o Country e o Folk e até Blues. Até aí na ideia e no papel tudo funciona porém na prática vemos o total desastre.  O resultado foi tipo Justin Timberlake + Lil Pump + músicas Country de qualquer cara genérico por aí.

Se no looooooooooongo (porém ótimo. Pelo menos a parte 1) The 20/20Experience JT exagerava nos 19238129 minutos em todas as faixas, com 128301293821 repetições de refrões, aqui ele exagera nas 81239012831290 misturas JT conseguiu estragar algo que tenha a Alicia Deusa Keys que aparece na faixa Morning Light.

E até as músicas menos piores não são boas (ah, vá) como Say Something que parece uma baladinha de galera topzera , tipo uma versão Folk/Country de Capital Cities, ou Flannel, que poderia ser só vocal e violão mas não, TEM O DETESTÁVEL E REPETITIVO GRAVE E SNARE DE MÚSICA MODERNINHA e que acaba do nada ainda dentro de si, tendo um minuto e pouco de um clima todo brisadão e sem sentido algum. E outra que quase acerta é Breeze Off the Pond onde o instrumental é uma típica música do JT mas com uma letra total good vibes da natureza falando que ama a grama, o ar, as árvores?!?! NÃO ORNA! The Hard Stuff? Tudo embolado e sem harmonia.

Man of the Woods é uma mancha na carreira do Príncipe do Pop. Uma catástrofe das misturebas que não sei como passou pelos ouvidos de vários produtores e outras pessoas e conseguiu ter o OK para ser feito.

Nota: 1,37 camisa de flanela furada

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s